Mural da Poesia



Doce veneno


Chocolate!? Por quê você me atenta!?

Sei que a minha vida não é benta,

mas por te querer, com a minha saúde você arrebenta.


Chocolate!? Fique longe de mim!?

Sei que te desejo. Você é tão gostoso quanto dar um beijo.


Chocolate. Fiquemos só na amizade.

Pois a minha paixão por você...agora virou saudade.



(Roberto Faccoro)





Poesia em mim


Minha poesia se perdeu na rotina do meu dia a dia..

Eu procuro e não encontro um poema de bate-pronto.

O poema me faz desse mundo liberto,

mas a minha poesia se perde nesse universo.

Num mundo de temas variados,

a minha poesia acontece sem mandar recado.


(Roberto Faccoro)







Poesia é a minha missão


Faço versos de momento e sem pensar no amanhã
Para a dor o esquecimento pro prazer eternidade

Faço versos sem maldade, não que tenha ingenuidade
Esses versos eu ofereço sem nenhum constrangimento

Faço versos sem sentido e sem querer delimitar
Aparece de mansinho....inspiração quer lhe falar

Palavras surgem ao vento para o quebra-cabeça montar
Esses versos eu te ofereço sem qualquer explicação,

Pois me apaixonei pela rima,
Poesia é minha missão.



Roberto Faccoro