Pular para o conteúdo principal

Estação das Artes é palco de debate sobre políticas para Juventude

               O 1º Fórum Metropolitano de Hip e Hop e Juventudes que foi realizado ontem (16-01) na Estação das Artes teve boa participação de membros do movimento Hip Hop da maioria das cidades da região Metropolitana da Baixada Santista e contou com pessoas vindas da capital, do grande ABC como Ribeirão Pires e de Marília no interior do estado. O local escolhido deu um ar de interior para o evento, mas revelou um patrimônio em estado de abandono que é o imóvel da antiga estação ferroviária e que é hoje a Estação das Artes. 
                A discussão motivada pela mesa que foi composta pelo diretor da Secretaria de Juventude de São Vicente, Danilo Otto, a membro da Central Única das Favelas de Guarujá – CUFA, Mina Su e o palestrante e também presidente do Conselho de Cultura de Marília Eric Meireles de Andrade girou em torno do desenvolvimento de políticas voltadas para a juventude onde a Cultura Hip Hop tem papel de destaque. Andrade ressaltou a importância da criação de políticas voltadas para o público jovem, mas fez a seguinte observação: “Política pública de Juventude não pode ser um oba-oba. Tem que saber pra onde vai”. O palestrante também citou as dificuldades dos artistas em geral de captar recursos públicos e enumerou como sendo a primeira dificuldade das entidades artísticas a parte da legalização, a segunda a dificuldade seria a montagem de projeto e a terceira a prestação de contas. Eric também lembrou que é muito importante para todos ligados ao movimento cultural lerem o Plano Nacional de Cultura em lembrou da imensa dificuldade que tem o movimento Hip Hop de se unir e disse: “Planejar significa ter acesso”, conta.
                Otto falou sobre a importância da participação dos jovens nas discussões, pois poucos se interessam e falou dos projetos desenvolvidos em São Vicente voltados para a juventude como o Tubo de Ensaio, Jepom e muitos outros. Mina Su representante de Guarujá falou do trabalho que a CUFA vem realizando na cidade utilizando a arte como inclusão social e mostrou a preocupação do envolvimento dos jovens com o crime e convidou a todos a participarem da CUFA Guarujá.
    Estação das Artes
               O diretor cultural, Joaquim Teixeira, acompanhou os membros do Conselho de Cultura que estavam presentes no Fórum para um passeio pelo local e foram até o outro lado da estação. Foi mostrada as condições do imóvel que se encontra ocioso, somente sendo utilizado como depósito e que necessita de reformas urgentes. Joca como é mais conhecido citou o desejo da Secretaria de Cultura de tornar o local num ponto para eventos culturais
                                                            
                     Saia justa

                Ao fazer uso da palavra o membro do Conselho de Cultura de Cubatão, Paulo Rodrigues, citou a expressão Cultura de Gueto se referindo ao Hip Hop, o que causou uma pequena saia justa entre os presentes e para os organizadores, mas que não teve maiores conseqüências.

Postagens mais visitadas deste blog

1º Festival de Inverno da Vila São José supera expectativas de organizadores

O 1º Festival de Inverno da Vila São José que teve início no último dia 10 e esta sendo realizado na Praça da Cidadania chega ao seu último dia com um saldo positivo e um público acima das expectativas, segundo a idealizadora e diretora de Eventos da ACELC Vila São José, Beatriz Hilário, a Bia uma das responsáveis pelo evento. “A gente não esperava. Na verdade a gente fechou com 15 barracas...e aí foi chegando um pessoal...um falando pro outro e hoje a gente ta com 32 barracas. É uma alegria imensa que eu não sei nem como explicar, tanto que hoje (13/08) se encerra e o pessoal já tá querendo que se estenda até terça-feira, mas como nosso ofício foi feito do dia 10 até o dia 13, não podemos quebrar o protocolo”. O secretário da entidade e ex-presidente da Sociedade de Melhoramentos do Bairro, Diney, aposta na continuidade do festival, mesmo não tendo recursos de patrocinadores ou do Poder Público: “vai se estender assim como a Festa do Frango que começou lá em 2004, que foi uma cria…

Vila Nova completa 66 anos

Bairro da Vila Nova Cubatão completa 66 anos no próximo dia 04 de Fevereiro. Sociedade de Melhoramentos e Administração Municipal cogitaram reativar a Festa da Banana mesmo que em proporções menores, mas acabaram desistindo do evento por falta de recursos.

Parabéns Vila Nova

Vila Nova Cubatão completa hoje 66 anos.