sábado, 20 de junho de 2015

Vereador pede melhorias para Praça Dona Miquelina Domingues





               A Praça Dona Miquelina Domingues que fica localizada na confluência das Ruas Monte Castelo, 13 de Maio e Avenida Cruzeiro do Sul na Vila Nova foi tema de requerimento do vereador Jair do Bar na sessão do dia 16/06 na Câmara. O edil solicitou melhorias para o logradouro.




                                              Quem foi Dona Miquelina Domingues?

                Miquelina Domingues nasceu em Portugal no dia 15 de maio de 1860. Migrou para o Brasil em 1877, instalando-se em Cubatão. Foi uma mulher dinâmica, que muito contribuiu para o progresso cubatense, em virtude das inúmeras atividades que exerceu. Dedicou-se inicialmente à criação de gado, usando como pastagem o local onde atualmente está instalada a Refinaria Presidente Bernardes. Paralelamente, trabalhava nas áreas de mangue, cortando lenha e colhendo folhas típicas dessa região lamacenta, fornecendo-as para a Cia. J. B. Duarte, que as aproveitava para fazer tinturas, em virtude de suas propriedades resinosas e aromáticas.
A seguir, construiu uma pensão (Avenida Bandeirantes, 89), para fornecimento de refeições às pessoas que trabalhavam na construção da antiga Estrada de Ferro Sorocabana e da Estrada Velha do Mar, sendo a primeira pousada de trabalhadores e viajantes – tanto que o presidente Washington Luiz, quando da inauguração do Caminho do Mar, ali fez sua refeição e pousada. Foi proprietária do terreno onde funcionava a Cia. Anilinas, hoje ocupado pelo Parque Anilinas
Construiu um pequeno sítio no local onde depois funcionou o Porto 5 (terreno de Marinha), desenvolvendo a agricultura da banana e a criação de gado leiteiro, de forma a atender a população cubatense. Faleceu em 1966, com 106 anos de idade, deixando oito filhas, 46 netos, 49 bisnetos e 11 tataranetos.




Fonte: Site Waze