segunda-feira, 13 de junho de 2011

Poeta Natan Alencar lança seu primeiro livro

    O lançamento da Edição 2011 da Revista Babel será no próximo dia 18 de junho às 17 h no SESC. Na mesma data também estará sendo lançado o primeiro livro do poeta e ator Natan de Alencar – “O AFETO QUE LHE RESTA”, pelo Selo SEREIA CA(N)TADORA, que também estará lançando outros cinco títulos. O livro de Alencar é voltado para o público com mais de 18 anos e e formado por um conjunto de contos que o autor escreveu ao longo da sua vida literária.

Saiba Mais sobre o autor: Natanael Gomes de Alencar nasceu em Cubatão – SP, na data de 24/9/1961, filho de Israel Gomes de Alencar e Ambrosina Castelhano de Alencar, casado com Lúcia, pai de duas filhas e dono de uma cadela da raça vira. Quando tinha sete, oito anos, costumava garatujar com seu amigo Roberto Páscoa desenhos e palavras ligadas ao universo da história em quadrinhos. Aos dez anos, seu pai lhe apresentou ao cordel, quando leu obras fundamentais nessa área da literatura, entre elas Pavão Misterioso e Lampião no Paraíso. Só João Acaba Mundo e a Serpente Negra leu várias vezes, ele se imaginando o João, é claro.
             Ele diz que houve uma regressão criativa quando começou aos treze anos a fazer poemas para datas cívicas. Aos quinze, no Baú do Avô, em Registro-SP, descobriu a grande pérola de Cervantes: Dom Quixote de La Mancha (e seu fiel escudeiro Sancho Pança). Aos 21 anos, na Faculdade de Economia, particularmente em sua Biblioteca, conheceu a poesia de Guilherme de Almeida e outros. Conseguiu também achar poesia em Galbraith, Keynes, Marx e Eugênio Gudin.
              Em 1988, iniciou suas atividades como ator de teatro, atividade que exerce até o presente. E, nesse mesmo ano, ingressou na Prefeitura Municipal de Cubatão. Na década de 90, conheceu e colaborou com a Mirante – revista literária santista da qual ainda faz parte - e com a Revista Pégaso (também santista). Ainda nessa década, foi membro da Academia Petropolitana de Poesia Raul de Leôni, Petrópolis –RJ, apresentado pela poeta Tereza Cristina Tesser. Participou do Mapa Cultural Paulista, de alguns concursos regionais, e hoje faz parte da Casa do Poeta da Sociedade Amigos da Biblioteca Municipal de Cubatão.